Aneis Intra-corneanos

O queratocone é uma anomalia frequente da córnea, com uma prevalência aproximada de 50 em 100.000 pessoas, na qual a área central ou paracentral da córnea sofre um adelgaçamento e aumento progressivo da curvatura, de tal forma, que a córnea adquire o aspecto de um cone. Normalmente, ocorre na adolescência ou no adulto jovem e evolui ao longo dos 10 a 20 anos seguintes.

Com o aparecimento dos anéis intracorneanos, que têm como objetivo regularizar a área afetada da córnea e impedir a evolução do queratocone, tornou-se possível reabilitar visualmente estes pacientes, possibilitando novamente o uso de óculos e/ou lentes de contacto. A melhor atitude no queratocone é o acompanhamento regular e periódico do paciente, de forma a podermos adotar a tempo medidas que visem melhorar o seu bem-estar e a recuperação visual mais rápida.

Caso o uso de óculos e/ou de lentes de contacto se tornem impossíveis e, devido à evolução da doença, os anéis intracorneanos não tenham indicação, o transplante de córnea torna-se o tratamento de escolha.